Colocando a mão na massa! DIY: faça você mesma

Oi meninas,
a Dan Costa já teve o casamento publicado aqui no blog e eu fiquei encantada com os detalhes. E o melhor de tudo... Ela, amigos e familiares fizeram a maior parte das coisas necessárias para o casamento. Hoje ela conta como foi esse processo, para inspirar todas vocês que desejam fazer o casamento no estilo DIY.

No finzinho do ano passado foi postado o relato do meu casamento no blog e agora fiquei com vontade de enviar fotos dos meus DYI (do it yourself - faça você mesma). Bem, queria começar dizendo que fiz muitas das coisas do meu casamento! Acho que quase tudo tinha uma mão minha. Se não uma mão, um pitaco pelo menos teve! 

Eu fiz: as lembrancinhas que dei para quem me ajudou, minhas mãos de fada (só pra quem me ajudou! não dei lembrança pra padrinho... dei pras crianças que foram minhas daminhas e pajens também! E só!). A lembrancinha foi uma cestinha com uma toalhinha pintada por mim, um aromatizador de ambiente feito por mim com a tag do casamento e um passarinho de argila nas varetas, um creminho para as mão de fada. Eu e duas madrinhas queridas (Iza e Tásia) fizemos as 21 lembranças! E as das crianças foram um amarradinho com 3 gizes de cera e papel pra colorir. 




Customizei meu sapato de noiva! Comprei um sapato branco da Vizzano e num EVA colei com cola-tudo alguns botões antigos da minha mãe e pérolas que já tinha em casa. 


Os convites foram feitos por mim, minha mãe (que pintou as aquarelas), meu cunhado (que fez a arte com as aquarelas escaneadas), meu marido (cortamos todos os envelopes e colamos) e a madrinha Iza (etiquetamos e colamos os envelopes). 


O topo do bolo foi o primeiro item que fiz. Usei argila e tinta dourada para fazer. Mais nada! Fiz dois passarinhos e pintei os coraçõezinhos e coroas de dourado. Não fiz a queima da cerâmica... infelizmente não tenho as manha! 

O meu arranjo de cabelo também foi feito por mim. Como relatei antes, minha mãe ia fazer, mas eu fui tão ansiosa que não consegui esperar! Fui fazendo pra experimentar. Fiquei em crise com ele durante muito tempo. Nenhum penteado parecia ficar bom com ele até que um dia achei o penteado ideal e fiz o segundo teste de cabelo com a Tuty (que arrumou lindamente para mim!) e acabei amando minha tiara. A ideia era vender depois do casamento, mas cadê coragem? 


 Fiz a almofada das alianças inspirada num modelo que vi na internet. Queria algo rústico para combinar com a argila que estava dominando a decoração, mas acabei fazendo com muito brilho e dourado que são minha cara! Quem me conhece sabe que amo um glitter! A ideia também era vender ou dar a almofada, mas, adivinhem? Me apeguei a ela também e resolvi dar pra minha mãe que vai se casar e fiz uma corrente do amor. Quem receber a almofada das alianças deve bordar suas iniciais ao lado das minhas e do meu marido e passar adiante assim que não precisar mais dela! 

Eu queria fazer meu bolo, afinal, trabalho com isso! Mas sei que ia ser loucura e acabei pedindo pra esposa do meu primo fazer. E adivinhem? Ela deu de presente de casamento! O bolo e doces <3 Mas olha meu dedinho ali escolhendo o sabor! Eu quis bolo de cacau com geleia de laranja. Um bolo que sempre faço e fica uma delícia! 

Os bem-casados eu ganhei de uma tia. Eu escolhi o sabor, mas acabou não dando porque ela teve problemas com a massa. Queríamos um bem-casado tipo amor em pedaços (coco com abacaxi) que é um doce que eu e Victor amamos e faz parte da nossa história :) 


As flores da decoração eu escolhi com uma amiga do terreiro que faz a ornamentação das festas de lá. Quase não voltei da loja onde alugamos as flores! Quanta coisa lindaaaaa! As flores parecem reais! Tudo de bom gosto! Definimos as flores que seriam usadas e enviamos para a minha mãe de santo para que ela pudesse fechar o serviço. A Celeste (minha amiga) também fez meu buquê de rosas brancas naturais (seriam as únicas flores naturais do casamento, mas minha sogra resolveu fazer os arranjos da mesa do bolo e das janelas). Coloquei um Divino Espírito Santo nele pois tinha sonhado com um buquê de rosa branca (num daqueles sonhos em que seu casamento dá todo errado e a única cosia que deu certo foi o buquê lindo que eu usava!) 


E por último e quase o mais importante! hehheheheeh! O meu vestido de noiva! Demoramos 10 meses para deixá-lo prontinho. Um dia antes do casamento ele estava sendo passado por mim e minha mãe... Ficamos acordadas até 5h da manhã passando cada florzinha de crochê! Quem fez meu vestido: eu, minha mãe, 3 tias (Vera, Edna, Regina) e precisamos de reforços pois vimos que as 900 flores que calculamos não seriam suficientes! Minha mãe encomendou umas 200 com uma amiga dela e minha sogra mais umas 300 com uma vizinha! Era flor que não parava de chegar e até uma semana antes lá estávamos nós costurando florzinha por florzinha! (de quem foi essa ideia?! hehehhe) Até minha cunhada, minha irmã e minhas madrinhas que nunca tinham costurado na vida aprenderam e puseram a mão na agulha! Foram boas madrugadas tecendo e costurando! Minha mãe fez o forro com um crepe brilhoso lindo e branco (e pesado) que ficou por debaixo do vestido de crochê. O resultado foi um lindo vestido de crochê branco (com detalhes em dourado nas mangas! Lembram que não pode faltar purpurina?!), com uma cauda que diminuiu de tamanho várias vezes (quando o desespero batia e víamos que não ia dar tempo de fazer metíamos a tesoura na cauda!) e pesaaaado! Nem sei como consegui sustentar aquele vestido com a magreza que fiquei por conta do corre-corre! 

E quero finalizar dizendo que sou enormemente grata a todas as pessoas que me ajudaram a fazer meu casamento da melhor forma que conseguimos fazer! Ficou tudo lindo e amei cada detalhe! Sem essas pessoas ao meu lado eu não teria conseguido fazer nem 1/4 do que fizemos!  - Dan Costa

Veja o post do casamento da Dan aqui! =)