Fotografia e casamento, uma parceria de muita responsabilidade

Por André Frutuôso

Nossa vida é feita de momentos e o mais primordial deles é quando existe um amor verdadeiro e sincero entre duas pessoas, eis aí o começo de uma história, onde a parceria, cumplicidade e o respeito precisam caminhar em sintonia, para que convivência a dois, aconteça da melhor forma possível. Nesse contexto, é que nos deparamos com o casamento, um momento sublime e cercado de muita emoção, para todos que participam de uma cerimônia.

Local do casório, decoração, buffet, bolo, lembranças, músicas, convidados, lua de mel e o bendito fotógrafo. O profissional que tem a responsabilidade em registrar através de suas lentes cada detalhe e emoção que acontecerá naquele dia, que geralmente é esboçado com muita antecedência. São dias, meses e até anos de planejamento para um evento que durará em média de 4h a 6h, depois só ficará na lembrança as imagens de tudo de bom ou ruim que aconteceu.

Fotografar um casamento não é fácil, arriscaria a dizer que é o evento social mais difícil e que exige extrema atenção dos fotógrafos contratados. É muita emoção envolvida e captar isso de maneira natural, requer uma precisão no clique, afinal além de ser deselegante, não é de bom tom solicitar: “Noivos, por favor, se beijem novamente porque eu não fiz a foto” ou perder aquele olhar entre os noivos, que rememora o começo do amor deles, a postura, elegância e a serenidade das damas de honra... 

O fotógrafo tem que enxergar o que as pessoas não veem, sagacidade e perspicácia são fundamentais, para que uma cobertura fotográfica transcorra como planejado, para além das fotos registros, que são os momentos que as pessoas se posicionam em frente a câmera e o fotografo faz um clique pousado.



Como sabemos, a beleza mora nos detalhes, desta forma, torna-se fundamental ter mais de um profissional fotografando um casamento, é preferível pecar pelo excesso do que pela falta. Reafirmo que, apesar dos noivos serem os protagonistas, tudo e todos os convidados são tão importantes, tanto quanto eles. 

Costumo brincar dizendo que, assim como existe o médico da família, tem também o fotografo da família, e, uma das melhores oportunidades em fidelizar um cliente é registrar o seu casório, pois depois virá o álbum de gravidez, primeiro aninho da criança e por aí vai...

Família – O casamento se configura como o começo de uma família e os registros de família possuem um valor emocional incalculável. Por favor, revira o fundo do baú e me diga quanto vale a foto de seu bisavô, avó, uma foto de quando você era criança, uma foto de seus pais casando....

Os fotógrafos de casamento exercem um papel importante numa família, pois fotografia é história e deve ser contada para as gerações vindouras, logo, além registrar o “grande dia” fotografar um casamento significa, contar uma história para os filhos, netos, sobrinhos e demais familiares que ainda estão por vir.



Com formação acadêmica na área do Jornalismo, André Frutuôso foi um dos alunos do primeiro Curso Literatura Negra Para Enegrecer Os Modos de Saber, na Bahia, promovido pelo Centro de Estudos dos Povos Afro-Índio-Americanos – CEPAIA. Atualmente ele divide seu tempo entre escrever matérias, artigos e poesias, com a agenda de fotografia de eventos sociais e coberturas de pautas para Agências de Comunicação.