quinta-feira, 21 de março de 2013

Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial


Em 21 de março de 1960, em Joanesburgo, na África do Sul, vários manifestantes foram mortos pela polícia enquanto realizavam um protesto pacífico, contra a Lei do Passe, que estabelecia os lugares onde as pessoas negras podiam circular. Em memória as vítimas desse massacre, a ONU instituiu o 21 de março como o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial

Apesar da simbologia da data, o combate ao racismo é uma tarefa diária. No Brasil, o Movimento Negro tem enfrentado o racismo todos os dias. E graças a essa luta, a criação da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República foi possível. Hoje, a Secretaria que tem status de ministério, completa 10 anos de existência. Ter um órgão institucionalizado para promover a igualdade e combater a discriminação racial é um avanço para o país, onde historicamente as pessoas insistem em dizer que o racismo não existe.

Se por um lado temos o que comemorar, por outro o estado é de vigilância constante: todos os dias ao ler os jornais, ao abrir as redes sociais e na rotina diária, casos de racismos vem à tona. Nos mais recentes, uma menina de 12 anos foi agredida por ser negra; um estilista utilizou palha de aço para “homenagear” os negros em um desfile; o presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara declarou que os africanos são amaldiçoados; um garoto foi discriminado ao aguardar sua avó na farmácia; outro garoto de 07 anos foi vítima de racismo em uma loja de carros. Esses são alguns dos casos que se tornaram públicos. Agora parem para pensar naqueles que nem chegam à mídia?

É por isso que precisamos assumir o compromisso com essa causa. Racismo é coisa séria. É crime. Não compactue, denuncie.  Enfrentar esse problema e não tolerar nenhum tipo de discriminação é a melhor maneira de contribuir para um mundo mais justo. Nós do Negras no Altar, não compactuamos com a indústria de casamentos que ignoram as noivas negras, por isso resolvemos fazer a nossa parte ao criar o blog dedicado para as mulheres negras que vão se casar. E você, anda fazendo a sua parte?




Um comentário:

  1. Muita coisa jé evoluiu mais falta muito pra ver a luz no fim do túnel....
    Beijinho
    Nai

    ResponderExcluir